Arquivo do mês: dezembro 2009

Frases de e para Almodóvar

“Yo creo que el único premio posible es el dinero. Es mucho más decorativo que una estatuilla, porque puede comprarte un traje de Armani.”

“Ser diretor de cine en España es como ser torero en Japón.”

“Por suerte, la naturaleza me ha dotado de una curiosidad irracional hasta para las cosas más nimias. Eso me salva. La curiosidad es lo unico que me mantiene a flote. Todo lo demás me hunde. iAh!  Y la vocación. No se seria capaz de vivir sen ella.”

“Aunque amo mi madre, no quice hacer un retrato idealizado de ella. Me fascinan más sus defectos: son más divertidos que sus otras cualidades. “

“No soporto al artista cuya principal motivación sea la provación. Creo que los grandes provocadores lo son sin proponérselo. “

“Os homens mentem, as mulheres dissimulam. “

“O sexo é uma das poucas alegrias que as natureza nos deu, um presente distribuído democraticamente que só depende de nossos corpos, algo que merece ser celebrado, mas que, apesar de sua qualidade humana desde que o mundo é mundo, foi vítima de algo também tão humano, como a hipocrisia. “

“Eu e muitos espanhóis sofremos uma educação religiosa, uma educação de culpa e castigo. Acho que é uma educação perfeita para criar psicopatas.”

“Sabe, “hombre”, vamos aprendendo com o tempo que temos de aceitar qualquer tipo de reação. O principal, para mim, é comprovar que o público entendeu e se emocionou nos momentos em que pretendo que se emocione.”

 Se há um ser humano nascido para gostar de seus sentidos é o brasileiro.”

“Alguns dizem que sou muito fácil, outros que sou difícil. E todos concordam que sou exigente. Eu me considero constante.”

“Não creio em Deus. Isso é uma contradição, pois todo ser humano necessita crer em algo. Mas a fé é um dom. Não se pode adquiri-la, comprá-la. Ou se tem ou não se tem. Eu não tenho. E me apóio basicamente nas pessoas que me rodeiam e nas relações que tenho com elas.”

“Vou deixar em meu testamento e escrever na minha lápide: “Pedro Almodóvar foi um cineasta que não quer, nem nunca quis, que se faça um filme sobre sua vida, nem uma biografia, muito menos um programa televisivo”.”

______________________________________________

Algumas frases sobre o cineasta:

“Um dos cineastas mais originais da atualidade e que construiu uma obra com tanta personalidade que virou adjetivo”
André Sturm, cineasta e sócio do HSBC Belas Artes

“Em Almodóvar, a obra e a vida se misturam muito”
Ana Lucilia, autora do livro Pedro Almodóvar e a Feminilidade

“A maneira como ele passa as histórias o torna um cineasta único”
Vanessa Corina, diretora da peça Meu Sonho é Participar de Um Filme do Pedro Almodóvar

“Quando se assiste a uma película dele, reconhece-se ali toda sua técnica, sua característica que o torna um dos maiores cineastas vivos”
Leonardo Freitas, jornalista aficionado por cinema

 

Pronto, agora podem ir assistir aos filmes almodovarianos.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em FALATÓRIO

Sobre o lembrar

Lembrar é triste

Do tempo que tudo dava certo

E as coisas caminhavam

Lado a lado como colocadas

Em posições planejadas

__

Lembrar é inútil

Nesse tempo sem misericórdia

Que branqueia a nossa invalidez

E fecha-nos em um mundo diminutivo

Leve, mínimo e transparente

__

Lembrar é oportuno

Quando estamos em tempos escuros

Sem saber ao certo

O que é, de onde vem, pra onde vai

É filosófico. Ciência até

__

Lembrar é errado

Em tempos de harmonia

Daquela época incerta

Sem rumo, sem prumo, sem pronde

Sem vida

__

Lembrar é inaceitável

No tempo sem relógio

Sem regras, sem muros, sem alertas

Passível de espontaneidade e intuição

Para ser e estar

__

Lembrar é brincadeira

Em tempos de tortura

Sem semântica capaz de significar

A vida precária e ao mesmo tempo livre

Sem limites para o bem e para o mal

__

Lembrar é virtude

De quem não teve tempo

Para ser o que sempre quis

E vê nos minutos e séculos idos

A resposta pra sua ânsia de hoje e sempre

 

(Meu)

Deixe um comentário

Arquivado em FALATÓRIO

O clima de todos nós

Mais uma reunião entre os líderes dos principais países é promovida pela ONU, desta vez em Copenhague, na Dinamarca, para discutirem o futuro do meio ambiente e o impacto da ação humana no clima. Como já era de se imaginar, vimos nos principais sites de notícia e jornais, os inúmeros protestos ao redor do mundo, os discursos organizados de ONGs e a pré-opinião e posicionamento de alguns daqueles que estarão presentes, discutindo diretamente as novas diretrizes a serem tomadas em comum acordo entre as nações.

Meio à enxurrada de coberturas do factual, sem muita reflexão, tampouco conscientização efetiva e informação a serviço da sociedade, o jornal espanhol El País inovou mais uma vez e mostrou porque é considerado um dos grandes e mais importantes veículos de comunicação do mundo. O repórter Mathias Braschler e a fotojornalista Monika Fischer se juntaram para fazer uma reportagem (Así sufrimos el cambio climático), que traz um apanhado sobre as consequências diretas das mudanças climáticas no cotidiano e vida das pessoas ao redor do planeta. Para isso, foram a campo, entrevistaram cidadãos das mais diversas nacionalidades e descobriram o que já sabemos, mas ignoramos sempre: não é um problema, apenas, meu, nem seu, nem dele. É nosso! E não adianta um ou outro agir e o resto ficar a espreita do fato.

O resultado do trabalho é forte e extremamente funcional no que diz respeito à promoção da conscientização de leigos e insistentes em relevar a realidade. Têm-se fotografias brilhantes, histórias ilustrativas e um trabalho jornalístico digno de tirar o chapéu. Frente uma panorâmica com 30 fotos, 30 lugares diferentes e 30 histórias, fiz uma seleção que não dispensa de forma alguma conferir de perto o total conteúdo da matéria. No link colocado acima, o texto está em espanhol, mas nada como um portunhol, nossa segunda língua nativa, para nos salvar.

Chai Erquan, 65 anos. Agricultor e pastor, Hongsheng, Ganzu (China)

A província chinesa de Ganzu sofre com a tormenta do processo de desertificação e com os constantes furacões de areia. As terras cultiváveis estão diminuindo e o agricultor Chai Erquan é pessimista quanto a melhora da situação.

Gumersindo Sutta Illa, 54 anos, e seu neto Richard Guerra Sutta, 10. Agricultores de Chahuaytire no Peru.

Eles lidam com o aumento da temperatura nos Andes peruanos e com a constante imprevisibilidade do clima. Isso afeta a terra e o cultivo feito pelos indígenas, que vivem na região.

Hosnaara Khatum, 22 anos, e seu filho Chassan, de Gabura, Blangadesh.

Ela perdeu o marido após ele ter sido atacado por um tigre, quando foi recolher mel em uma das florestas próximas. Agora, clama pela pouca comida, pela ausência de peixes nos rios, lamenta a dureza da vida e a falta de alternativas.

Sandy Adam, 55 anos. Caçador de baleias, Canadá.

O povo esquimó, que mora no oeste ártico do Canadá está altamente ameaçado pela erosão. Sandy Adam é convencido de que o mar está tomando conta não só do seu território, mas de vários outros lugares do mundo. Ele constata isso com a perda de mais da metade de sua terra.

Antônio Esposito, 55 anos. Agricultor de Bernada, Itália.

O italiano sofre com as chuvas de granizo e destaca que não são granizos qualquer, são do tamanho de pedras grandes. Este é um problema recorrente no sul da Itália. Em maio deste ano, ele teve toda a sua lavoura destruída por um desses fenômenos.

Deixe um comentário

Arquivado em IMAGEM, JORNALISMO

Viagem agem agem, imagem agem agem !

Dezembro chega e traz consigo algumas sensações inevitáveis. Além das festas de fim de ano, o que fica evidente mesmo é aquela satisfação pela chegada das tão sonhadas férias. É um alívio pensar que depois de um ano corrido você pode descansar, ficar de perna pro ar, pensar na vida com calma, fazer planos e, claro, viajar. E foi pensando em viagens que a idéia deste post acabou surgindo.

Sou viciado em fotografia, principalmente, em ver e apreciar. Mas gosto de algumas fotos específicas: de lugares, passeios, pessoas de outros países, enfim, viagens. Lembro até hoje que na escola onde fiz o Ensino Fundamental tinha uma coleção vasta da revista Viagem na biblioteca. Tinha dias que eu ficava lá o tempo que fosse preciso folheando uma a uma, vendo imagem por imagem e absorvendo um pouco das mais variadas culturas. E isso é, apenas, uma informação para justificar os fins.

Não sei como, mas de site em site, de link em link fui parar, hoje, no timesonline, versão para a internet do jornal britânico Times. Lá encontrei uma seção Travel, que traz diversas dicas para quem deseja se aventurar como turista ao redor do mundo. Ao fuçar, gastando o inglês rasteiro e na tentativa de entender alguma coisa, dei de cara com uma matéria que falava sobre uma competição de registros de viagem. Qualquer pessoa pode participar e ter o privilégio de ver o seu trabalho divulgado no site. A seleção das melhores imagens é feita mensalmente. A disputa se iniciou em junho deste ano.

Do lado da matéria estão as galerias com as fotos selecionadas de cada mês, até então. Confesso, tem coisas muito boas. Para quem gosta de ver fotografias do tipo é uma oportunidade e tanto. Selecionei algumas e fiz uma seção temática de fotos que trazem animais, desde imagens da savana africana até o topo do Empire State Building em NY. Confiram e vejam se não vale a pena. Fotos de viagem são sempre as melhores!

Lucy Valerio - Namíbia, África

Rachel Ingram - Índia

Craig Hunter - New York

George Hotham - Peru

Graham Love - Alasca, USA

Harvey Ellis - Paarl, Africa do Sul

Haanaa Kamkar - Irã

Lisa Ashworth - Benares, Índia

Jana Freiband - Paris

Dean Barber - Ruanda

Ian Scotland - Oregon, USA

James Hassell - Olhos e orelhas, não específica onde é.

Marty Emery - Rio Nilo, Egito

E pra quem pensou que não tinha Brasiiilll …

Peter Crystal - Salvador, Brasil

Boas Férias para quem as terão neste final de ano e, claro, muitas viagens!

E pra finalizar… Óó eu ai ó:

Matt Smith - Camboja

Deixe um comentário

Arquivado em IMAGEM